83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

Antecipação da parcela do auxílio-doença devido à pandemia

Por Isadora Tavares (Advogada Associada de Jaboatão dos Guararapes/PE)

Por Isadora Tavares (Advogada Associada de Jaboatão dos Guararapes/PE)

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vem tomando diversas medidas para auxiliar os segurados durante o estado de emergência em que se encontra o país inteiro, devido à pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

A medida mais recente tomada, foi em relação ao auxílio-doença. Essa portaria do governo federal (nº 9.381, de 6 de abril de 2020), visa resguardar e assegurar com recursos, aqueles que não podem exercer suas atividades no período da pandemia do coronavírus.

A portaria foi publicada em 7 de abril, e define regras para que os segurados afastados de seu trabalho possam receber antecipadamente a parcela de 1 salário mínimo relativo ao auxílio-doença.

Para realizar a solicitação do auxílio, o segurado pode apresentar o atestado médico via MEU INSS (sistema para requerimentos à distância). Esse documento médico será analisado, não havendo a necessidade de ser realizada perícia médica presencialmente. Importante atentar que esse laudo médico deve estar legível, sem rasuras; conter a assinatura do profissional emitente e carimbo de identificação, com registro do Conselho de Classe; possuir as informações sobre a doença ou CID; e informar o prazo estimado de repouso necessário.

Ademais, em algumas situações serão necessárias avaliações médicas no INSS, tais como: casos nos quais o afastamento pela incapacidade ultrapassar 3 meses, que a necessidade de conversão dessa antecipação em concessão definitiva do auxílio-doença, ou situações nas quais o atestado médico não cumpre os requisitos exigidos.

Por fim, vale salientar que essa antecipação vale para os segurados que já estejam na fila e para qualquer incapacidade que gere um afastamento do serviço, não apenas os segurados que estão infectados com o COVID-19.

Posts Relacionados

Publicações

Como impugnar um edital de concurso público?

2 Agosto 2022

Por Nayane Ramalho (Advogada Associada)

Publicações

Responsabilização de empresas que praticam atos lesivos à administração pública

28 Julho2022

Por Rejane Carvalho (Advogada Associada)

Publicações

Quais benefícios previdenciários não podem ser acumulados?

25 Julho2022

Por Tayenne Costa (Advogada Associada)

Publicações

Como fica a partilha de imóvel construído pelo casal em terreno de terceiros?

20 Julho2022

Por Isabela Ferreira (Advogada Associada)

Publicações

Impenhorabilidade de bens de hospitais filantrópicos

18 Julho2022

Por Lucas Brito (Advogado Associado)