83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

STF decide pela exclusão do ICMS destacado em nota fiscal da base de cálculo PIS/COFINS

Por Diego Paulino (Advogado Sócio do Núcleo Tributário Aduaneiro)

Por Diego Paulino (Advogado Sócio do Núcleo Tributário Aduaneiro)

Depois de decidir em 2017 que o ICMS não compõe a base de cálculo PIS/COFINS, o Supremo Tribunal Federal revisitou a matéria para analisar recurso da Fazenda Nacional, segundo qual existiam vícios na decisão da Corte hábeis para reformar o entendimento.

Ao se debruçar sobre as razões de recorrer da Fazenda Nacional, o Plenário entendeu, por ampla maioria, inexistir os vícios apontados, ratificando que o ICMS destacado em nota fiscal não compõe a base de cálculo PIS/COFINS.

Na oportunidade, contudo, por entender que a decisão inovava a jurisprudência consolidada favorável à Fazenda Nacional e representava potencial risco financeiro e fiscal à União, a Corte modulou os efeitos da decisão, para que a declaração de inconstitucionalidade surta seus efeitos a partir da decisão proferida anteriormente, ressalvando o direito à crédito retroativo em maior extensão apenas aos Contribuintes que propuseram ação até 15/03/2017.

Na prática, a decisão beneficia os Contribuintes que, de forma diligente, questionaram a constitucionalidade da inclusão do ICMS nas bases de cálculo PIS/COFINS quando a tese ainda era alvo de resistência e a jurisprudência contrária ao Contribuinte, o que fora superado com a decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal.

Posts Relacionados

Publicações

Medida Provisória cria o Programa Emprega + Mulheres e Jovens

17 Maio 2022

Por Rummenig Lucena (Advogado Associado)

Publicações

Medida Provisória altera lei que regula o teletrabalho (home office)?

12 Maio 2022

Por Thiago Leandro (Advogado Associado)

Publicações

Você sabia que algumas situações dispensam a carência para ter direito ao auxílio-doença?

11 Maio 2022

Por Mônica Danielle (Advogada Associada)

Publicações

O filho de 21 anos e estudante continua recebendo a pensão por morte?

13 Abril 2022

Por Allana Lopes (Advogada Associada)

Publicações

Você sabe quem é o “super idoso”?

5 Abril 2022

Por @jorgeluiz353 (Advogado Coordenador)