83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

Coronavírus e o cancelamento de viagens

Por Jackson Lucena (Advogado Coordenador da Unidade São Paulo)

Em razão da Pandemia do Coronavírus – COVID19, que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), já afeta mais de 76 países, com mais de 100 mil infectados e quase 4 mil mortes em todo o mundo, tornando-se uma pandemia, consumidores dos serviços aéreos, hospedagens e de pacotes de viagens estão desistindo de viajar neste momento e sofrendo com as penalidades de cancelamento, como multas e o não reembolso dos valores pagos.

A resolução nº 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) regulamenta tão só o cancelamento do bilhete de viagens sem custos para o consumidor que desiste prazo de 24 horas após a compra, a contar do recebimento do comprovante e desde que a aquisição tenha sido feita com antecedência igual ou superior a 7 dias em relação à data do embarque. Em caso de reembolso, o estorno deve ser realizado no prazo de até sete dias após o cancelamento. Entretanto, ainda assim o consumidor está sujeito ao pagamento de multas.

No entanto, considerando que no caso da pandemia do COVID-19 não existe regulamentação específica, o que deve prevalecer é a regra geral do Código de Defesa do Consumidor, que reconhece que o consumidor é a parte mais fraca da relação e deve ter seu direito à saúde e segurança garantidos.

Dessa forma, para que haja o ressarcimento integral e o não pagamento de multa, o consumidor deve entrar em contato direito com as empresas envolvidas e, diante da negativa destas, procurar um dos órgãos de defesa do consumidor ou um advogado de sua confiança.

Posts Relacionados

Publicações

Saldo de previdência fechada não entra na partilha dos bens do casal

21 Junho 2022

Por Antônio Neto (Advogado Associado)

Publicações

Como ocorre a dissolução da união estável?

10 Junho 2022

Por Roberta Queiroga (Advogada Associada)

Publicações

Como proceder se o meu CPF for negativado?

8 Junho 2022

Por Camila Fazollo (Advogada Associada)

Publicações

Contribuições em atraso podem ser computadas para fins de carência

7 Junho 2022

Por Samara Batista (Advogada Associada)

Publicações

Contratação temporária no serviço público gera direitos trabalhistas

6 Junho 2022

Por Rosário Madruga (Advogada Associada)